02/11/2015 0 Comments Organização

Formas de fazer homenagem póstuma no casamento

Hoje o assunto é bem delicado. Todo casal quando pensa em casamento, logo imagina a felicidade de compartilhar esse momento tão especial, essa nova fase tão gostosa, com todos que amam. Ter a família e os amigos reunidos é o que faz a cerimônia realmente significativa. Mas infelizmente, às vezes a vida leva da gente pessoas que amamos muito antes do tempo e sobra a saudade e luto eterno.

Esse sentimento, mesmo que diário, sempre aparece mais forte em datas especiais, como aniversários, natal e também no casamento. É impossível para quem já perdeu alguém importante não pensar que daria qualquer coisa para desfrutar daquela presença tão querida, pelo menos nesse dia.

Separamos algumas ideias de homenagem póstuma no casamento, para honrar aqueles convidados que estarão presentes em espírito.

 Convite

Se a saudade que aperta no peito é do pai ou da mãe, tudo fica ainda mais difícil. E as dúvidas surgem desde o convite.

Geralmente, as pessoas escreviam ‘in memoriam’, expressão em latim que significa “em memória” ou “em lembrança”, ao lado do nome do falecido. Mas muita gente não gosta desse opção. É possível então escolher frases menos formais e mais carinhosas, como ‘sempre presente’, “para sempre na memória”, “no coração” ou até usar o próprio símbolo “♥”.

Se os pais forem todos falecidos não há necessidade de colocá-los convidando, porém é interessante citá-los, dessa maneira: “NOIVA E NOIVO, filhos de”.

Os entes queridos que não estarão presentes podem ser mencionados no programa do casamento também.

Cortejo

Na falta de um dos pais é sempre indicado optar por outra figura querida da família. Lembrando que o importante é que a pessoa que fará par esteja a vontade e confortável com a escolha. Por isso, é interessante conversar sobre as opções.

Pai do noivo falecido | A mãe da noiva pode entrar com alguém da família do noivo ou outra figura paterna, como um dos avós, um irmão, tio ou padrinho. A segunda opção é entrar com alguém da família da própria noiva.

Mãe da noiva falecida | O pai do noivo entre com alguém da família da noiva, que pode ser uma tia, irmã, avó ou madrinha.

Em ambos os casos, tanto a mãe da noiva quanto o pai do noivo, podem preferir ficar sozinhos no altar. O importante é que alguém os acompanhe na hora da saída do cortejo. Pode ser outro membro da família ou até pelas damas de honra.

Mãe do noivo falecida | O noivo pode escolher uma pessoa querida, como uma irmã, tia, madrinha ou avó ou entrar sozinho. Mas lembre-se que cada caso é um caso e não há certo ou errado. Ele pode, inclusive, ser acompanhado pelo próprio pai, caso seja sua vontade.

Pai da noiva falecido | A maioria das noivas sonha em entrar na Igreja acompanhada pelo pai. Por isso na ausência dele, muitas noivas preferem entrar sozinhas, já que é difícil escolher alguém a altura. Se não houver outra figura paterna, assim como o noivo pode entrar com o pai, a noiva pode entrar com a própria mãe.

Homenagem póstuma no casamento | Pai no noivo | Foto Celso Tavares/EGO

A Fernanda Sousa, que já perdeu seu pai, escolheu o pai do noivo, Thiaguinho, para acompanhá-la na igreja.

Decoração com fotos

Retratos | Uma linda maneira de lembrar os que já se foram é com fotografias. Você pode decorar um canto especial para essa função.

Itens pessoais | Junto às fotos, você também pode dispor outros itens especiais da pessoa ou um arranjo de sua flor favorita.

 

Mensagens

Também pode colocar mensagens em molduras bonitas, lembrando os que já se foram. Como no primeiro exemplo: “Em memória dos entes queridos que não puderam estar aqui hoje celebrando conosco. Nós honramos sua memória do fundo do coração.” ♥

Guardar um lugar

Uma linda homenagem é deixar um lugar reservado para a pessoa. Você pode colocar uma foto, um artigo pessoal ou arranjo de flores.

Incluir itens especiais e fotos ao vestido ou buquê

São opções mais discretas e pessoais. Carregue com você algo que pertencia a pessoa, como a aliança ou um livro de orações.

Os noivos que perderam o pai, por exemplo, podem usar um lenço ou gravata preferida dele. Já as noivas podem incluir mensagens e símbolos, como corações ou iniciais, no próprio vestido.

Para as noivas que perderam os pais, carregar um retrato no buquê é uma ótima forma de tê-los por perto enquanto entram na cerimônia.

Buquê com retratos

Momento especial

Discurso | Algum membro da família pode fazer um tributo na hora do discurso. Algo breve e espirituoso. Pode revelar uma história interessante e alegre da pessoa ou simplesmente dizer palavras de carinho. Que tal recitar o poema favorito da pessoa?

Se os noivos forem agradecer aos convidados com um discurso, também podem citar a pessoa querida. Tudo muito brevemente.

Outra opção é pedir para que o celebrante inclua a homenagem na hora da cerimônia.

Minuto de silêncio | Ainda durante a cerimônia, pode-se dedicar um período em silêncio.

Brinde | É uma hora perfeita para oferecer uma homenagem envolvendo os convidados. Você pode também, como no primeiro exemplo abaixo, reservar um local com uma bebida e uma mensagem convidando todos para brindar em nome da pessoa.

Música | As músicas também são lindas opções. Toque a música favorita da pessoa. Se o homenageado for um avô ou pai, que tal a música da primeira dança do casamento dele ou qualquer outra igualmente especial?

Dança | Tire pra dançar o cônjuge do ente que se foi. É um gesto lindo!

Balões ou lanternas | Se o casamento for em local aberto, vale criar um momento especial. Você pode soltar balões ou acender lanternas, se houver um lago ou rio no lugar.

Lembrança

A pessoa que se foi era famosa por algum prato ou sobremesa? Que tal oferecer a guloseima em nome dela? Como no exemplo, os cookies da mamãe. Ainda acompanha uma mensagem sobre o quanto o filho amava quando ela os preparava.

Outra lembrancinha que pode ser feita são sementes para os convidados plantar em homenagem a pessoa. Também vale escrever uma mensagem bonita!

O mais importante

O principal é sempre conversar com a família e pensar em formas particulares e que não prejudiquem o momento. Já é muito difícil conviver com essa dor. Qualquer uma dessas homenagens devem ser feitas para lembrar da pessoa com alegria e não provocar mais sofrimento nesse dia, em que as emoções já estão afloradas.

Noivos muito emotivos, que ainda estão muito abalados com a perda devem pensar bem antes de optarem por qualquer opção dessas. De qualquer forma, independente da homenagem, o importante é tê-los em mente e coração.

Outras homenagens

Anna-Bozman-Thompson-foto-memória-filho-prontaparaosim

Uma imagem, que se tornou viral recentemente na internet, exemplifica muito bem como cada um lida com o luto. A norte-americana Anna Bozman Thompson perdeu seu filho Lake, que sofria de leucemia, meses antes de seu casamento. Ela queria, de alguma forma, integrá-lo a esse momento. Para isso, contou com a ajuda da amiga e fotógrafa Brandy Angel para fazer um tributo especial para seu filho.

Brandy, então, editou as fotos incluindo imagens do menino em transparência, quase como uma aparição sorridente ao lado da família. Exatamente como a mãe sugeriu.

Anna postou a foto na página dedicada ao filho ‘ Prayers for Lake Bozman ‘ com a mensagem: “De alguma forma eu consegui ir em frente, mas em muitos dias eu achei que não conseguiria. O luto pra mim, minuto a minuto, tem sido como uma montanha-russa. Eu sei que Lake olha por nós e esteve lá especialmente no dia em que casamos. Ele fez com que fosse um dia que ninguém esquecesse. Eu senti sua presença naquele dia e estava feliz, mas tirar fotos sem ele foi insuportável. Eu precisava dessa foto mais do que qualquer um pudesse imaginar. ESSA é minha família.”

A fotógrafa ainda comentou que uma luz aparece bem entre o casal na foto e isso não foi manipulado. A mãe não tem dúvidas: “Eu sabia que meu bebê apareceria!”

Via Mirror |  Foto de capa: Rodrigo Lana Fotógrafo | Fontes: Huffington Post, Ashley Victoria, Weddings Online, Inked Weddings, Wedding Wire, Glamour Weddings, Vestida de Branco